Porque usar cosméticos naturais.

Porque usar cosméticos naturais

Compartilhe!

Segundo uma pesquisa norte-americana do Environmental Working Group (EWG), uma rotina de beleza comum contém em média dez produtos. Até parece inofensivo, mas o problema é que dentro desse cálculo somos expostos diariamente a cerca de 170 ingredientes químicos. E muitos são considerados perigosos para a saúde e até cancerígenos. Chocante não é? Por isso, nada mais justo e equilibrado que a gente repense o que usamos no nosso corpo. Então veja porque usar cosméticos naturais.



Cosméticos naturais

Os cosméticos naturais são produtos que buscam a substituição de ingredientes sintéticos, muitas vezes nocivos, por produtos encontrados na natureza.

Porque usar cosméticos naturais.
Porque usar cosméticos naturais.

Pode-se dizer que há um paralelo entre as indústrias cosmética e de alimentos.

Com a ascensão do vegetarianismo, do veganismo e também do não consumo de glúten, lactose e transgênicos, foi natural que as pessoas passassem a prestar mais atenção em tudo o que entrasse em contato com o corpo.



E à medida em que as pessoas ganham consciência sobre o que ingerem, se preocupam mais com a saúde como um todo.

Afinal, tudo o que passamos na nossa pele tem potencial de ser absorvido pelo organismo. 

Então, ao resignificarem seus valores e hábitos, as pessoas têm buscado cada vez mais por cosméticos alinhados ao seu novo estilo de vida.



Porque usar cosméticos naturais

Com a disseminação das informações, mais e mais pessoas vêm tomando consciência dos riscos para a saúde que certos ingredientes, muito usados na indústria cosmética, são considerados nocivos para a saúde.

Há pesquisas que já comprovaram que o corpo não consegue eliminar completamente certas substâncias ocorrendo, assim, o que se chama de bioacumulação.

Por outro lado, devido a grande quantidade de ingredientes que a maioria de nós usa diariamente, é improvável que os cientistas tenham evidências conclusivas de qual ou quais ingredientes são realmente prejudiciais.

De qualquer forma, além dos preocupação com a saúde, as pessoas vêm procurando cada vez mais por cosméticos naturais principalmente por 4 motivos:



1. Maior oferta

A grande procura pelas versões limpas (ou verdes), 75% vinda da geração dos millennials, resultou no boom de um novo nicho de mercado.

Assim, os cosméticos naturais têm ganhado cada vez mais espaço nas gôndolas e sites.

2. Maior eficácia

Além disso, os produtos naturais, antes considerados menos eficazes, vêm ganhando cada vez mais relevância. Isso graças aos avanços científicos em biotecnologia e pesquisa de novos ativos.



3. Menor impacto ambiental

Somando-se a preocupação com a nossa saúde, os cosméticos naturais também vão ao encontro do objetivo de reduzir os impactos socioambientais provocados desde a fabricação dos produtos até o descarte das embalagens.

4. Porque usar cosméticos orgânicos: rótulos amigáveis

Outro fator que atrai os consumidores é a transparência do rótulo, já que com os cosméticos naturais é mais fácil compreender a lista de matérias-primas presentes nesses produtos.



Ingredientes nocivos dos cosméticos

Como mencionei, muitos componentes largamente usados na indústria cosmética são nocivos para a saúde.

Abaixo você vai encontrar uma lista dos principais ingredientes químicos que você deve evitar para proteger a sua saúde:

  • Parabenos – conservantes que pode causar irritações, alergias, e até doenças como câncer, pois têm propriedades estrogênicas. São utilizados em shampoos, hidratantes e protetores solares.
  • Fragrância – a mistura de ingredientes cheirosos pode provocar dores de cabeça, dermatites, problemas respiratórios e até hormonais.
  • Ftalatos – são muito encontrados em perfumes. Tido como cancerígeno, pode causar danos ao fígado, rins e pulmão, além de anormalidade no sistema reprodutivo.
  • Oxibenzona – oferece riscos de alergias e câncer. Também polui os oceanos.
  • Petrolato (óleo mineral ou parafina) –  muito utilizado em produtos para cabelo. Quando não bem refinado pode ser contaminado por substâncias cancerígenas. Prejudica o meio ambiente.
  • Alumínio – obstrui os poros e interfere nos níveis de estrogênio, podendo facilitar a formação de tumores. Usado em desodorantes.
  • Tolueno e formol – são tóxicos para o sistema respiratório e cancerígenos. São muito utilizados em esmaltes. Clique aqui e confira o post em que eu falo sobre minha alergia a esmaltes.
  • Lauril sulfato de sódio (SLS) – tem ação emulsificante, mas é alergênico e poluente. Muito utilizado em shampoos e sabonetes.
  • Chumbo e cádmio – são metais pesados que se acumulam no corpo provocando doenças. Podem entrar na fórmula de batons, por exemplo.



Entendendo os termos

Na onda dos cosméticos naturais, outros termos vêm sendo empregados pela indústria, como ‘orgânico’ e ‘vegano’. Mas você sabe as diferentes entre eles?

Cosméticos naturais

São os produtos que têm de 5% a 50% de ingredientes orgânicos. O restante pode ser água e matérias-primas naturais de origem vegetal, animal, marinha ou mineral.

Orgânicos

Os cosméticos orgânicos devem ter pelo menos 95% de matérias-primas certificadas orgânicas. Ou seja, cultivadas sem agrotóxicos nem interferência no ecossistema.



Cosméticos veganos

Já os cosméticos veganos não podem conter ingredientes de origem animal como mel, cera de abelha, leite, lanolina ou colágeno.

Estes, entretanto, muitas vezes, são encontrados nos cosméticos naturais. Da mesma forma, não podem ser testados em animais.

Como ter certeza de que os produtos são mesmo inofensivos?

Vale a pena mencionar que praticamente todos os ingredientes comerciais de grau cosmético, rotulados como orgânicos ou não, precisam passar por algum tipo de processo laboratorial, mesmo que seja apenas uma filtração.

Vamos pegar como exemplo o azeite. Não é possível simplesmente espremer uma azeitona e colocar o óleo diretamente em um cosmético para uso comercial. Isso porque os comprimentos da cadeia de carbono no azeite precisam ser filtrados para evitar o ranço.

Assim, um produto ainda pode ser rotulado como orgânico, mesmo que o ingrediente tenha sido alterado.



Então, a principal recomendação é observar a presença de selos de certificação na embalagem dos produtos. São eles:

Fair trade – garante comércio justo, que respeita normas sociais, econômicas e ambientais.

Porque usar cosméticos naturais.

IBD – selo nacional que atesta que o cosmético tem um mínimo de 5% de ingredientes orgânicos certificados.

Cosméticos orgânicos.

USDA Organic – selo americano que indica de 95% a 100% de ativos orgânicos aprovados pelo Departamento de Agricultura dos EUA.

Porque usar cosméticos naturais.

Eco Cert – confirma que a marca usa matérias-primas orgânicas, além de ter produção e embalagens sustentáveis.

Porque usar cosméticos naturais.

Leaping Bunny – assegura que o produto não foi testado em animais e vale no mundo todo.

Por hoje é só. Mas ficou com alguma dúvida porque usar cosméticos naturais?

Siga o Almanaque da Mulher no Instagram. Assine a Newsletter para receber por e-mail todas as atualizações e promoções exclusivas. É só preencher o formulário abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error:
Rolar para cima