fbpx

Monte um guarda-roupa sazonal

É difícil uma mulher ter um guarda-roupa grande o suficiente para acomodar suas roupas de forma a permitir que ela visualize facilmente todas as peças que possui. Mas observo o mesmo problema também nas mulheres que possuem um closet relativamente grande.

Quanto mais espaço, em geral, mais compramos e vamos lotando o nosso armário, até que chegamos ao ponto de termos de pendurar várias peças de roupa por cabide. Ou então, fazemos aquelas pilhas enormes de roupas, que sempre que puxamos uma, bagunçamos tudo.

É tanta coisa que a gente acaba se perdendo e usando sempre as mesmas peças de roupa. E sempre que vamos sair, pensamos que não temos roupa, mesmo com um armário abarrotado de peças. Se identificou? Você já ouviu falar em guarda-roupa sazonal? Não! Então, fica aqui que eu te conto.

Soluções para um armário administrável

Dicas para montar um guarda-roupa sazonal

A saída para conseguirmos tirar o melhor proveito possível das nossas roupas e acessórios é, primeiro: diminuirmos a quantidade de peças nos nossos armários. Mas como fazer isso?

Bem, temos que começar pensando melhor antes de comprarmos qualquer coisa, claro. Devemos fazer as seguintes perguntas para nós mesmas, diante das roupas e acessórios que pretendemos adquirir:

  • Preciso mesmo dessa peça?
  • Não tenho outras parecidas?
  • Com o que vou combinar?

Para que comprar mais uma calça jeans? Para que adquirir mais um vestido estampado? Será que vale mesmo a pena comprar esse peça se eu não tenho nada que combine com ela? Cada peça tem que combinar com, no mínimo, três outras para você ter um armário versátil.

A partir das respostas a essas questões, temos que tomar uma decisão racional. Na dúvida, não compre! Vá para casa e reflita. Se a peça ficar na sua cabeça e você achar que realmente irá fazer a diferença no seu armário, volte na loja e compre.

Mas e com o estrago já feito? O que fazer com um armário lotado de peças? Só temos duas saídas, e uma não exclui a outra:

  • Saída número 1: desapegar daquilo que já não usamos mais.
  • Saída número 2: montar um guarda-roupa sazonal.



O que é um guarda-roupa sazonal?

Chamo de guarda roupa sazonal porque costumo fazer essas arrumações 2 vezes por ano, uma no início da primavera/ verão e outra no início do outono/inverno, já que nossas estações são muito pouco definidas.

Como no dia 23 de setembro entramos na primavera, estamos no momento ideal de fazermos essa arrumação, privilegiando as roupas mais frescas e coloridas e guardando as mais quentes e escuras.

Nós só usamos aquilo que vemos, portanto, facilite ao máximo a visualização das suas peças! Coloque em lugares menos acessíveis aquelas roupas que você sabe que não vai conseguir usar nos próximos 6 meses.

Como montar o guarda-roupa sazonal: dicas práticas

Saiba que esse processo é meio longo, então faça em um dia que você tenha mais tempo. Se você acha impossível fazer tudo em um único dia, faça um pouco de cada vez, por exemplo, uma seção do armário por dia. Mas o importante é fazer! Você vai descobrir peças que você nem lembrava mais que existiam. É quase como fazer compras, mas sem gastar um tostão!

Então, coloque uma playlist que você adora para tocar e mãos a obra!



  1. Comece sempre pelo desapego, como já comentei. A primeira etapa é a triagem. Você precisa tirar tudo do armário e separar as peças em quatro a cinco grupos: as que ficam, as que vão para o lixo, as que serão vendidas (se você tiver esse costume), as que vão para doação e as que vão para o conserto. Importante: deixe na pilha do “fica” aquelas peças que você realmente gosta e que caibam. Você precisa experimentar as roupas. É bem provável que a maioria você nem use, ou quando usa, não fica muito satisfeita com o resultado no espelho. Aquelas peças que você tem dúvida, observe durante 1 mês, se não usar nesse período, desapegue.

    Triagem das roupas: monte um guarda roupa sazonal.

  2. Nas peças que vão ficar, faça uma nova triagem separando-as em 3 novos grupos, são eles:
  • Primeiro grupo: as roupas que serão usadas agora. Separe os vestidos mais leves e coloridos, as camisetas de alças, shorts e saias de tecidos mais leves. Daí é só pendurar uma peça por cabide, agrupando por tipos, ou seja, coletes, camisas, calças, saias e blusas. É bom ter cabides com presilhas para pendurar saias e outros cabides, mais estruturados, para pendurar blazers e jaquetas. As únicas peças que não devem ser penduradas em cabides são aquelas que esticam, pois o próprio peso da roupa acaba por deformá-la. Depois, organize cada grupo desses por cor, formando um degradê. Quando acabar o espaço de pendurar as roupas, passe a ocupar as gavetas e prateleiras, de forma a deixar mais na sua altura as peças que você mais usa, e nas prateleiras e gavetas mais altas ou baixas demais as peças menos usadas. Mas não faça pilhas muito altas. Assim, você evita que ao pegar uma peça de baixo, acabe bagunçando toda a pilha.



Dicas para montar um gurada roupa sazonal

    • Segundo grupo: as peças de alto inverno, como casacos mais pesados, pullovers, cashmeres, calças de veludo, saias de lã, enfim, todas as peças que você sabe que jamais conseguirá usar nos meses de primavera e verão. São peças extremamente volumosas e que não tem sentido ficarem ocupando espaço no seu armário em um calor de mais de 30 graus. Lave as peças se necessário, depois guarde-as em embalagens de TNT e ponha na parte mais alta do seu armário. Se você tiver um closet grande, pode apenas tirar os casacos mais pesados de vista, colocando-os dentro de capas de TNT próprias, mantendo-os nos cabides, mas movendo-os para uma área menos central. Com isso você também evita que eles fiquem empoeirados. Outro lugar que pode ser usado para armazenar as roupas fora de uso são suas próprias malas de viagem, caso saiba que não terá nenhuma viagem nos próximos 6 meses. Também vale usar aqueles sacos de guardar roupas que podem ser fechados a vácuo, pois, assim, vão ocupar menos espaço.
  • Terceiro grupo: as peças de meia-estação, para usar naqueles dias que não estão nem muito frios e nem muito quentes. Peças como jaquetas, calças jeans, T-shirts, cardigans, blazers de cores neutras etc., podem ficar disponíveis o ano todo, justamente porque o nosso clima anda bem louco. Aqui em SP, atualmente, é comum sentir frio de manhã e a noite e morrer de calor durante a tarde. Essas peças nos agasalham levemente nessas horas mais frias, quebrando um galhão. Tem também certos escritórios que calibram a temperatura do ar condicionado para deixarem os homens de terno confortáveis. Nós mulheres de blusa de alcinha viramos picolé, se não tivermos um casaquinho a nossa disposição. Mas pelo menos nos vingamos na hora do almoço, quando saímos fresquinhas no calor de 40 graus. O inverso também acontece, no meio do nosso “inverno” tem aqueles dias em que o tempo está maravilhoso para pegar uma praia, mas a noite faz aquele friozinho leve.

Mas se ao final de todo esse processo seu armário ainda ficar muito cheio, tente desapegar mais. Sabe quando você puxa um cabide e vem outros três juntos, meio grudados? Roupa amassada ninguém quer usar, então, não adianta ter um monte, se elas não estiverem em condições de uso.

Sacos a vácuo para montar um guarda-roupa sazonal.
Sacos para embalar as roupas a vácuo.

Outras dicas de organização:

  • Assim que possível, troque todos os seus cabides por um modelo mais estreito, dessa forma vão caber mais roupas penduradas.
  • Tenho gostado muito dos cabides de veludo que além de finos seguram a roupa, não deixando que ela escorregue e caia.
  • Se você não quiser investir nos de veludo, use um elástico nas pontas dos cabides para ajudar a manter as peças no lugar.
  • O ideal é ter todos os cabides iguais, pois isso dá uma maior uniformidade visual as roupas, facilitando a visualização das peças.
  • E faz toda diferença ter bons cabides, vale investir. Você pode ir comprando aos poucos, tipo uma dúzia nova por mês.
  • Você pode usar um gabarito (tem aqui) ao dobrar as camisetas para que todas fiquem do mesmo tamanho e formem um pilha mais uniforme nas prateleiras. Se não quiser comprar um, pode usar uma prancheta ou então um caderno universitário. Você pode guardar as suas camisetas em gavetas. Nesse caso, para facilitar a visualização, dobre-as na forma de envelope (depois da dobra convencional, dobre mais duas vezes) e organize nas gavetas de forma que todas fiquem visíveis olhando de cima (veja imagem abaixo) ou então faça rolinhos com elas. Assim elas também ocupam menos espaço nas gavetas e ainda por cima não amarrotam.
  • Faça a mesma separação nos sapatos. Botas de cano longo e sapatos fechados com modelos e cores muito invernais também devem ser guardados em outros locais menos acessíveis no período de primavera/verão. Um espaço muitas vezes pouco aproveitado é embaixo da cama, dentro de caixas e sacos também de TNT que permitem que o couro “respire” e não mofe.
  • Arrume os pijamas na última gaveta, pois em geral você não troca todos os dias.
Guarda-roupa sazonal
Truque do elástico no cabide para segurar as peças de roupas

Não existe uma única fórmula mágica de organização. O ideal é você ir testando e adaptando o que mais funciona para você, dependendo do espaço disponível, do clima da sua cidade, do tipo de roupa que você veste no dia a dia e dos tipos e quantidades de peças que você tem.

Para mais dicas de organização clique aqui.

Dicas para montar um armário sazonal.

Onde comprar itens para organizar meu guarda-roupa

  • Cabides de veludo: aquiaqui e aqui.
  • Cabides de madeira: aqui.
  • Sacos com fechamento a vácuo (você ganha espaço): aqui.
  • Cabides para saias e shorts: aqui e aqui.
  • Gabarito dobra fácil: aqui.
  • Capas de TNT: aqui.
  • Organizador de closet: aqui 
  • Sapateiras: aqui.



1 comentário em “Monte um guarda-roupa sazonal”

  1. Pingback: renovar o visual sem fazer compras ou dicas para renovar os looks

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *