Almanaque da Mulher

A opinião do CFN sobre as dietas detox

Todo ano surge uma dieta ou alimento da moda que promete bem-estar, saúde e principalmente emagrecimento. Você já deve ter ouvido as maravilhas da dieta da sopa, da dieta do abacaxi, da dieta da ração humana, da dieta Dukan, dieta sem lactose e sem glúten, não foi?
Almanaque da Mulher

Mas, pense, se todo ano é lançada uma nova dieta, isso pressupõe que todas as outras já lançadas, de fato, não funcionaram, certo? Se a última dieta tivesse atendido aos objetivos propagandeados, as pessoas não iriam mais se preocupar em comprar novos livros, revistas e produtos milagrosos. Já estaríamos todos magros, definidos e desintoxicados, então, poderíamos mudar de assunto. E neste caso, como a indústria das dietas milagrosas sobreviveria?

A verdade é simples, porém inconveniente. Não há uma receita pronta e que vai resolver o problema de todo mundo. Cada organismo é um organismo, que tem as suas particularidades no seu funcionamento, cada um tem seu biotipo, sua genética. Cada indivíduo tem uma vida própria, com horários, atividades e gostos diferentes. Não dá para resolver os problemas de todo o mundo com a mesma receita.



A dieta da moda é tomar suco verde de manhã em jejum para desintoxicar e como consequência emagrecer. O mais interessante é que comer as mesmas frutas e verduras do suco três horas depois, no almoço ou em outra refeição, não é mais a mesma coisa. Não resolve, segundo os idealizadores da dieta, não surte efeito. Tem que ser no desjejum.

Agora eu pergunto: você vai aguentar tomar suco verde a vida toda pela manhã? Já respondo, claro que não! Mas é isso mesmo que os criadores das dietas esperam, assim, no ano seguinte, eles poderão divulgar mais uma dieta sensacional para emagrecer 10 quilos em 1 mês. Com isso vão vender tudo de novo: livros, revistas, produtos.

Como eles sabem que você não conseguirá seguir na dieta super restritiva proposta e que vai mais dia, menos dia, cair em tentação, o custo pelo fracasso será todo seu! Afinal, você não foi suficientemente disciplinado, por isso, engordou de novo ou não perdeu os 10 quilos porque não tomou o suco verde naquela semana que você viajou. E aí, você sairá desesperado na busca da próxima dieta da moda, jurando que dessa vez vai fazer tudo direitinho…

Então, eu aproveito esse espaço do blog para informar que o CFN (Conselho Federal de Nutricioniostas) divulgou em 24 de novembro do ano passado (2015) uma nota técnica a respeito da adoção das dietas “detox” ou desintoxicantes.



Abaixo apresento a Nota Técnica do CFN na íntegra:

 

Dieta Detox. Nota técnica do CFN

Apesar de ser disseminada pela mídia como sinônimo de emagrecimento, saúde e estratégia de limpeza das toxinas do corpo, faltam evidências científicas que amparam a utilização de dietas “detox” ou desintoxicantes. Além disso, sua utilização não é condizente com os princípios da alimentação adequada e saudável, que, de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, deve ser uma prática adequada aos aspectos biológicos e sociais do indivíduo e estar em acordo com as necessidades alimentares especiais; ser referenciada pela cultura alimentar e pelas dimensões de gênero, raça e etnia; acessível do ponto de vista físico e financeiro; harmônica em quantidade e qualidade, atendendo aos princípios da variedade, equilíbrio, moderação e prazer; e baseada em práticas produtivas adequadas e sustentáveis, o que favorecerá o bom funcionamento do organismo.

A dieta detox possui composição bastante heterogênea, mas usualmente inclui modificação da dieta habitual para uma dieta de baixas calorias, desequilibrada em macro e micronutrientes, com períodos de jejum e utilização de água pura, vegetais e frutas recém-processadas que, segundo seus defensores, facilitariam a fase I e II do fígado para desintoxicação, seguida da indução à diurese. Contudo, ressalta-se que o processo de desintoxicação ocorre de forma natural e diariamente no corpo humano, quando utilizada uma alimentação adequada e saudável, e que a radicalização na mudança da alimentação pela busca de efeitos imediatistas pode gerar riscos à saúde.

Desse modo, recomendamos aos nutricionistas e à população que analisem criteriosamente orientações, anúncios e produtos amplamente divulgados que vendem e prometem facilidades, incluindo também os cursos de alimentação e nutrição em especialidades não reconhecidas pelo Conselho Federal de Nutricionistas. Nesse contexto, destacamos que a publicidade pode ter objetivo mais comercial do que de atender à saúde da população.

Sugerimos, portanto, que os interessados em praticar e promover uma alimentação adequada e saudável busquem o acompanhamento por nutricionistas devidamente registrados nos Conselhos Regionais de Nutricionistas e considerem as recomendações contidas no Guia Alimentar para a População Brasileira, instrumento que apresenta um conjunto de informações sobre alimentação e nutrição que objetivam promover a saúde no âmbito individual e coletivo.



CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS (CFN)

Dietas Detox

Minhas recomendações são:

  • Faça uma reeducação alimentar com um nutricionista e sempre tenha uma alimentação variada e nutritiva, mas sem neuras;
  • Pratique exercícios físicos regularmente, procure até achar um que você realmente goste. Aqui também não se prenda a modismos e faça sempre com supervisão de um profissional de educação física;
  • Tenha um médico de sua confiança e faça exames periódicos para conferir seu estado de saúde e fazer as devidas alterações na dieta, se necessário;
  • Se goste do jeito que você é, tente blindar seu ego contra as constantes provocações da mídia, familiares e amigos. Não existe um só corpo ideal!

 

Para mais dicas de nutrição, clique aqui.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *