Batata esverdeada ou brotada: perigo para a saúde

Batata esverdeadaTalvez você esteja comprando batatas venenosas sem saber. Aprenda como escolher, preparar e armazenar as batatas de forma a se proteger do excesso dos glicoalcaloides, substâncias produzidas pelas plantas para se protegerem de insetos e micro-organismos. Esses glicoalcaloides são tóxicos para o organismo humano quando em altas concentrações.

 

O que são os glicoalcaloides

Os glicoalcaloides são compostos tóxicos, naturalmente presentes em todas as partes da planta da batata (Solanum tuberosum L.), provavelmente envolvidos nos mecanismos de defesa da planta contra a ação de insetos e micro-organismos.


Os principais glicoalcaloides encontrados nas batatas são solanina e chaconina, ambos sendo formas glicosiladas do alcaloide esteroidal solanidina. A solanina e a chaconina correspondem a 95% ou mais dos glicoalcaloides totais.

A  quantidade de glicoalcaloides totais pode variar nas batatas por vários fatores: em decorrência da diferenciação genética dos vários cultivares existentes, do tipo e do grau de umidade do solo, dos tratamentos das plantas com fertilizantes e pesticidas, da poluição do ar e das condições de armazenamento.


Ação dos glicoalcaloides no organismo

Os glicoalcaloides parecem ter duas ações tóxicas no organismo humano: uma no Sistema Nervoso Central (SNC) e a outra no trato gastrointestinal.

No SNC os glicoalcaloides agem sobre a enzima acetilcolinesterase, causando vários sintomas neurológicos como: dores de cabeça, apatia, tonturas, sonolência ou agitação, confusão mental, alucinações, tremores e distúrbios visuais.

Já no trato gastrointestinal os glicoalcaloides causam a ruptura das membranas, com danos hemolíticos e hemorrágicos, levando aos seguintes sintomas: dores abdominais, náuseas, vômitos e diarreia.

Os sintomas podem aparecer após 8 a 12 horas da ingestão dos glicoalcaloides.


Onde são encontrados os glicoalcaloides nas batatas

As concentrações mais elevadas dos glicoalcaloides  são encontradas perto da casca dos tubérculos e em seus brotos. O teor dos glicoalcaloides varia em função da textura, cor e presença de pontos pretos nas batatas: tubérculos murchos, de cor esverdeada e com pontos pretos tendem a apresentar níveis mais elevados de glicoalcaloides.


Como evitar o consumo dos glicoalcaloides

Cuidados na compra:

Para evitar a intoxicação pelos glicoalcaloides e necessário ter cuidado na escolha das batatas na hora da compra. A sorte é que a presença dos glicoalcaloides em vegetais maduros e íntegros é bem pequena e não oferece risco. Por isso, tenha atenção durante a escolha das batatas e não compre aquelas que estiverem murchas, esverdeadas ou com pontos pretos.



Cuidados durante o preparo das batatas:

Como as concentrações de glicoalcaloides são bem maiores perto da casca, o simples descascamento já reduz muito o risco.

Maiores  quantidades ainda do composto são produzidas quando a planta está na fase de brotamento para proteger a nova muda, portanto também não consuma batatas brotadas.

Alguns estudos têm associado níveis de glicoalcaloides elevados com alterações nas características sensoriais, incluindo sabor amargo e sensação de ardência na garganta.

Batata brotada
Batata brotada

Os glicoalcaloides não são destruídos por processos culinários como cozimento por micro-ondas, fritura, assadura e fervura. Então, escolha bem suas batatas durante a compra e verifique também antes de prepara-las.


Cuidados no armazenamento:

Não armazene as batatas em lugar em que fiquem expostas ao sol, caso contrário, ficarão esverdeadas, portanto com altas concentrações de glicoalcaloides.

A coloração verde em batatas indica um elevado nível de clorofila. Como a clorofila e os glicoalcaloides são produzidos quase simultaneamente nas batatas, a coloração verde também significa uma alta concentração desses compostos.

Armazene as batatas em local escuro, seco e fresco, mas não frio demais, para que não se tornem esverdeadas.

Na temperatura da geladeira, elas também tendem a fabricar os glicoalcaoides. Além disso, na geladeira as batatas também convertem parte de seu amido em açúcar, o que produz um dulçor peculiar e faz com que as batatas fiquem marrons ao serem fritas.

Batatas venenosas



12 comentários em “Batata esverdeada ou brotada: perigo para a saúde”

  1. Olá estou grávida de 7 meses e acabei de comer uma batata doce que estava com gosto amargo eu não consegui comer tudo mais fui pra Net pesquisar e vi isso agora estou com medo de fazer mal pro meu bebê estou com diarréia me ajude devo procurar um médico?

    1. Oi, Sandra! Se você não estivesse grávida diria para você não se preocupar, pois o maior risco nesse caso é com o consumo da batata esverdeada a médio e a longo prazos. Contudo, estando grávida, se você continuar com diarreia, recomendo que procure sim um médico. Pode ser também que esse sintoma não tenha a ver diretamente com o fato da batata estar esverdeada, mas sim com alguma contaminação bacteriana que ocorreu no alimento. Você cozinhou a batata e comeu imediatamente? Estava guardada na geladeira? Se sim, há quanto tempo?

  2. qual providencia tomar quando se ingere um pure de batatas que amarga e arde na garganta? o que fazer depois de ingerir, qual medicamento tomar

    1. Oi, Regina! A primeira providência é sempre interromper o consumo de qualquer alimento que você achar que está alterado, pois o mal que pode causar depende também da quantidade ingerida. No caso do pure de batatas este pode apresentar um sabor amargo por ter sido feito com batatas esverdeadas ou também por ter sido feito com manteiga rançosa. Pode também ter sido contaminado com alguma substância qualquer. No caso de ter sido feito com batata esverdeada ou mesmo da manteiga rançosa não há uma providência específica a ser tomada, como o uso de um medicamento, por exemplo. O risco é maior caso o consumo seja frequente e em quantidade maior. Mas, de qualquer forma, fique atenta a sintomas de mal-estar geral e problemas gastrointestinais como dor de estômago, diarreia e vômitos. Nesse caso, procure um serviço de saúde para tratamento dos sintomas e para evitar problemas mais graves como a desidratação.

  3. Pedro Henrique de Castro Falci

    Comi uma batata com um gosto um pouco amargo agora pouco, dai vim pesquisar, e ela estava com uma parte verde mesmo! Agora só esperar passar as alucinações, tremores e distúrbios visuais! Batata psicodélica kkkkkkkk brincadeira, deve ter que ser em altas quantidades… Quanto as batata com brotos, sempre vejo, e isso não é comum no conhecimento popular, né!? Valeu pelo aprendizado!!

    1. Olá, Pedro! É verdade, não se fala muito no assunto. Acho também que é porque pouca gente tem cozinhado em casa. Fico feliz por ter ajudado. Volte sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *