Guia do perfume

Guia do perfume: clássicos e atuais

Ah, os perfumes das nossas vidas!  O cheiro da pessoa amada, o aroma da comida da mãe, o perfume de uma flor, o cheiro de um lugar especial. Basta sentir um aroma familiar para que a cena do passado venha na nossa memória com uma incrível riqueza de detalhes, não é?!

Guia do perfumeIsso é a nossa memória olfativa. Fenômeno que acontece porque o olfato está diretamente conectado aos mecanismos fisiológicos que comandam nossas emoções. Quando sentimos um aroma, a informação passa pelas narinas e é processada no sistema límbico, parte do cérebro responsável pela nossa memória, sentimentos, reações instintivas e reflexos.

Então, o que fazer para marcar presença positiva e agradável na memória olfativa das pessoas? Estar sempre cheirosa! Mas sem exageros, claro!

Neste post você vai conhecer os tipos de perfumes mais comuns, os perfumes considerados clássicos e as fragrâncias mais vendidas em todo o mundo. E escolha uma para chamar de sua, ou muitas como eu.

Não sou do tipo de pessoa que usa sempre o mesmo perfume. Acho muito charmoso quem consegue. Eu escolho um perfume para usar de acordo com o meu estado de espírito do dia, temperatura ambiente, horário e atividade que vou fazer.

Acho brega, por exemplo, fazer ginástica com um perfume muito forte, como um eau de parfum. Ninguém deve ser obrigado a ficar sentindo seu perfume, por melhor que ele seja. Conforme você vai suando, vai exalando mais e mais o cheiro e isso acaba incomodando muito quem está por perto (#ficaadica).

E não adianta copiar o perfume de alguém. É comum o mesmo perfume apresentar cheiros distintos quando aplicado em pessoas diferentes. Isso porque os odores corporais são únicos, sendo resultado de nossas características biológicas e hábitos. A temperatura da pele também interfere diretamente no cheiro que a pessoa exala.  Quanto mais quente, mais o perfume se vaporiza e se espalha pelo ambiente.



Tipos de perfumes mais comuns:

Quando vamos comprar um perfume novo é comum ficarmos em dúvida quanto as nomenclaturas usadas para descrever os tipos de perfumes mais comuns. Os tipos diferem em relação a concentração de essências. E quanto mais essência, maior é a durabilidade do perfume e, em geral, maior o preço também. Assim, os tipos de perfumes mais comuns são:

Extrato de perfume – é o mais forte de todos. Tem até 40% de essência. A duração é de 24 horas.

Eau de parfum – tem em sua composição de 10% a 20% de concentração de essências. A sua fixação chega a 12 horas. Bastam algumas gotas em lugares estratégicos como a nuca, atrás das orelhas, nas dobras dos cotovelos e atrás dos joelhos para você ficar perfumada o dia todo. Por apresentar um cheiro bem ativo, prefiro usar o eau de parfum para sair a noite. Acho também mais confortável para usar em dias mais frios.

Eau de toilette tem fragrâncias mais discretas. Sua concentração de essência varia entre 6% e 12% e a fixação não passa de 8 horas.

Eau de cologne (água de colônia) – sua concentração de essência fica entre 5 % e 8%. Seu poder de fixação não dura mais do que 6 horas.

 

Clássicos da perfumaria mundial:

Veja quais são os perfumes que são considerados clássicos, pois ainda hoje fazem sucesso. Eles tiveram a fórmula e/ou o frasco atualizados:

Água de Colônia 4711 (LINK) –  em 1792 surgiu a primeira Água de Colônia na cidade de Colônia na Alemanha e foi batizada com o nome 4711, número do endereço onde a água de colônia foi criada. A loja existe até hoje, mas é possível encontrar essa colônia a venda aqui no Brasil também. Apresenta um perfume cítrico refrescante, com notas de bergamota, limão, lavanda e néroli. É unissex.



Guia do perfume
Água de Colônia 4711

 

Chanel Nº 5 (LINK) – Coco Chanel marcou a década de 1920 com o lançamento do perfume Chanel nª 5. Segundo sua criadora “um perfume de mulher com cheiro de mulher”. É um dos perfumes mais conhecidos e que se tornou must have depois que Marilyn Monroe declarou dormir nua, usando apenas gotas desse perfume. Ele foi o percursor da chamada família floral aldeídica. O aldeído é um ingrediente sintético que realça ainda mais os cheiros dos ingredientes naturais e foi usado a primeira vez no Chanel Nº 5. Já tive e amei, cheiro de rica! kkkkkkkk

Guia do perfume
Chanel Nº 5

 

Shalimar da Guerlain (LINK) –  o perfumista que assina esta fragrância é Jacques Guerlain. Com notas cítricas (contém tangerina, bergamota e limão siciliano), patchouli, jasmim, rosa, sândalo, almíscar entre outros ingredientes. O Shalimar  foi o primeiro perfume a utilizar etil-vanilina, molécula química artificial, que imita a baunilha com uma intensidade exagerada.

Guia de perfumes
Shalimar da Guerlain

 

Joy (LINK) – desenvolvido pelo perfumista Jean Patou em 1930. Formulado com 10.600 flores de jasmim e 28 dúzias de rosas, já foi o perfume mais caro do mundo. Além das matérias primas raras, o frasco vinha enfeitado com um fio de ouro.



Guia dos perfumes
Joy

Miss Dior (LINK) – foi  lançado depois da guerra em 1947. Contém notas cítricas de mandarina da Sicília, laranja-de-sangue e bergamota, de jasmim, de rosa damascena, patchouli,vetiver e sândalo. Segundo a Dior “tem a eterna sofisticação da mulher Parisiense”.

Perfume Miss Dior
Miss Dior

 

L’Air du Temps da Nina Ricci (LINK) – desenvolvido por Robert Ricci em 1948 para traduzir o sentimento de renascimento da paz no pôs guerra, em 1948. É um floral com notas de cravo, rosa, jasmim, gardênia, íris e sândalo.

Perfume Nina Ricci
L’Air du Temps Nina Ricci

 

Opium de YSL (LINK) – a tendência oriental na perfumaria foi imortalizada em 1977 com o lançamento do perfume Opium por YSL. Perfume especiarado, com notas de tangerina, bergamota, ameixa, coentro, cravo-da-índia, jasmim, baunilha, madeira de cedro e sândalo.

Opium YSL
Opium YSL

Anais Anais da Cacharel (LINK) – perfume floral lançado em 1978. Contém notas de flor de laranjeira, lavanda, madressilva, jacinto, limão siciliano, bergamota, cassis e lírio branco, sândalo, patchouli e cedro. Foi sucesso nos anos de 1980. Esse eu usei tanto que enjoei.



Anais Anais Cacharel
Anais Anais

Poison da Dior (LINK) – foi lançado em 1985. É um perfume frutal, com notas de coentro, erva-doce, flor de laranjeira, framboesa e groselha.

Poison da Dior
Poison da Dior

 

Angel de Thierry Mughler (LINK) – criado em 1992, é um perfume bem adocicado e marcante. Tem cheiro de caramelo e chocolate. Apresenta ainda notas de patchouli e baunilha. O frasco é lindo, tem a forma de uma estrela. Eu tenho e só consigo usar a noite e em dias mais frios já que comprei eau de parfum.

Perfume Angel
Angel Thierry Mughler

CK One de Calvin Klein (LINK) – perfume fresco e agradável para ser usado a qualquer hora. É unissex. Foi lançado em 1994. Tem notas cítricas, especiarias sobre um fundo de musk. Tenho e amo! Quando estou sem inspiração para o perfume vou de CK One.

CK One perfume
CK One Calvin Klein

 

Perfumes mais vendidos da atualidade:

Chance da Chanel (LINK) – perfume floral no qual se entrelaçam a aroeira-salsa, o jasmim e o patchouli ambreado.

Chance da Chanel
Chance da Chanel

 

J’adore da Dior (LINK) – contém Ylang-Ylang das Ilhas Comores e essência de Rosa Damascena, unidas ao Jasmim Sambac.  A embalagem simboliza um colar de fios de ouro.



J'adore da Dior
J’adore da Dior

 

Light Blue Dolce & Gabbana (LINK) – com aroma floral e frutal, combina cedro siciliano, folhas de maçã verde, bambu, jasmim,  rosa branca, madeiras cítricas, âmbar e almíscar.

Light Blue Perfume
Light Blue

 

La Vie Est Belle da Lancôme (LINK) – perfume com 63 ingredientes. É da família olfativa floral, frutal, gustativa. Resultante da mistura de ramos de jasmim, rosas, gardênias e outras flores com notas de frutas mais suaves, doces e frescas.

La vie est Belle Lancôme
La Vie Est Belle Lancôme

 

Flower Bomb da Victor & Rolf (LINK) – tem fragrância floral oriental com o frescor doce e vibrante dos acordes de bergamota e chá verde.

Flower Bomb Perfume
Flower Bomb



E você tem algum desses perfumes? Qual seu preferido?

Quer ver dicas de maquiagem? Então, clique aqui.

5 comentários em “Guia do perfume: clássicos e atuais”

  1. Pingback: Maquiagem tem prazo de validade: saiba os riscos que você está correndo ao usar cosméticos vencidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *