Dicas para grávidas.

Dicas para grávidas

Compartilhe!

O exame do Beta HCG deu positivo! Enquanto você espera o maior amor da sua vida, confira várias dicas para grávidas. Tire suas dúvidas sobre como evitar enjoos, o que comer, como se exercitar com segurança, como cuidar da pele e muito mais. Confira também uma seleção de livros para você se preparar para receber o seu bebê.



Dicas para grávidas

A gravidez é um momento lindo na vida de uma mulher. Mas é também um período cheio de inseguranças, dúvidas e alguns desconfortos.

Veja a seguir, na forma de perguntas e respostas, várias dicas para grávidas.

Dicas para grávidas.

Como evitar ou diminuir o enjoo?

Para evitar se sentir enjoada, coma a cada 3 h. Para isso tenha sempre opções saudáveis a mão.

Pode ser uma fruta como maçã ou banana, por exemplo, que são fáceis de carregar. Manter um potinho com frutas oleaginosas na bolsa como nozes, amêndoas e castanhas também pode quebrar um galhão.

Outras frutas que ajudam a melhorar o enjoo são todas as vermelhas como morango, mirtilo, amora e framboesa.

Chá de limão também é ótimo para acabar com o enjoo. Para prepará-lo é simples, veja abaixo:

Receita de chá de limão
  1. Ferva 500 ml de água
  2. Corte um limão em 4 partes
  3. Coloque o limão na água quente e tampe.
  4. Após 20 minutinhos seu chá estará pronto.
  5. Adoce com mel a gosto.



Como evitar as temidas estrias? Creme ou óleo?

A resposta é: os dois!

Aprendi com a minha dermatologista aplicar sobre o hidratante, uma camada de óleo para dar aquele boost. Deu super certo! Nada de estrias, nem nos seios, nem na barriga. Eu usei o óleo Sève, clique aqui e confira o post.

O óleo aplicado por cima do hidratante, ajuda a manter a pele hidratada por mais tempo. Pois forma uma barreira, impedindo a perda de umidade.



Atividade física sim ou não?

Manter uma rotina de exercícios físicos na gravidez é garantia de mãe e bebê saudáveis. De bônus, você recupera o corpo mais depressa depois do parto.

Se a gestante já fazia atividade física, é quase certo que o médico irá liberar que continue, só que com menor intensidade. O importante é saber em quais modalidades apostar nessa fase.

Mas cuidado com os exercícios aeróbicos. Durante a gravidez, é melhor evitar qualquer atividade que eleve os batimentos cardíacos a mais de 140/142  bpm. Especialistas dizem que isso aquece o líquido amniótico, o que coloca o bebê em risco no útero.

E nada de atividades de contato também. Práticas coletivas, como futebol, basquete e handebol devem ser evitadas.

E as individuais, como ginástica olímpica e as modalidades de atletismo, que envolvam saltos, também são mais arriscadas. Se aventurar com skate, esqui ou mountain bike também não, pois sempre há o risco de acidentes. Da mesma forma, o crossfit também não é indicado.

Aquelas que não faziam nenhuma atividade física e decidem começar, devem procurar uma modalidade leve. São recomendáveis o pilates, a natação, a musculação e a ioga. Mas sempre com acompanhamento e com as devidas adaptações para as diversas fases da gravidez.



Dicas para grávidas: o que comer?

Consuma alimentos de verdade! Descasque mais e desembrulhe menos. Ou seja, coma carnes, peixes, ovos, legumes, verduras, frutas, leguminosas e cereais.

Mas durante a gravidez, tire da lista:

  • Embutidos, como salsichas, linguiças e frios em geral, pois contêm alto teor de sódio e conservantes.
  • Carnes e peixes crus – pelo risco de contaminação por bactérias, vírus, fungos e protozoários.
  • Álcool – porque atravessa a placenta.
  • Saladas na rua – muito arriscadas, pois as folhas e demais hortaliças que serão consumidas cruas precisam ser muito bem lavadas. Caso contrário podem provocar doenças. E durante a gravidez, poucos remédios podem ser administrados nas grávidas com segurança, pelo risco para a formação e saúde do bebê.
  • Excesso de doces – o consumo elevado de alimentos ricos em açúcar pode aumentar muito a glicemia da mãe, podendo causar resistência a insulina no bebê. Há, inclusive, chances de ele se tornar diabético.

Dicas para grávidas.

Amamentar protege contra o câncer?

Ao que tudo indica, sim. Diversos estudos apontam uma proteção contra o câncer de útero, ovário e mais especificamente o de mama, principalmente após cinco ou seis meses de amamentação.

Os mecanismos por trás desse efeito ainda não são claros, mas acredita-se que tenha relação com o período anovulatório (fase em que a mulher não ovula), durante o aleitamento.

A suspensão da ovulação diminui a exposição aos hormônios estrogênios que têm relação direta com o câncer de mama, por exemplo.

Fora que existe uma tendência, durante esse período, de a mulher se alimentar melhor, com mais verduras e legumes. Esses alimentos são ricos em minerais e antioxidantes, nutrientes superimportantes na prevenção dessa doença.

Confira também os posts clicando nos links abaixo:

Gestantes podem consumir adoçantes?

Adoçantes são produtos produzidos em laboratório, repletos de ingredientes artificiais.

Diversas pesquisas já foram feitas sobre o consumo desses produtos por grávidas e nutrizes, com poucas informações conclusivas.

Clique no link e confira o post completo: Adoçantes dietéticos na gestação e na amamentação.



Gestantes podem usar unhas de acrigel?

Não, as unhas de acrigel são contraindicadas para gestantes segundo especialistas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Antes de usar qualquer cosmético, ou fazer qualquer procedimento, sempre pergunte primeiro para o médico que está acompanhando sua gravidez.

O mesmo vale para qualquer medicamento. Mesmo os mais comuns e normalmente utilizados por você, como os analgésicos, por exemplo.

Seu organismo pode absorver substâncias prejudiciais que chegam ao bebê através do seu sangue. E essas podem provocar danos a saúde e a formação do seu filho.



Dicas para grávidas: como diminuir a ansiedade comum no período gestacional?

Ter conhecimento é sempre a melhor forma de evitar a ansiedade e inseguranças desnecessárias.

Dessa forma, a gestante deve procurar por informações de qualidade para dirimir todas as dúvidas que surgirem durante a gestação.

A melhor forma de fazer isso é conversando com o médico que está acompanhando a mulher e também através da leitura de bons livros. Confira a seguir uma seleção:

1. O que esperar quando está esperando

Com respostas tranquilizadoras aos futuros pais, o livro “O que esperar quando você está esperando” é um guia completo da gravidez, desde a fase do planejamento até o pós-parto.

Conhecido como “a Bíblia da gravidez”, já vendeu mais de 19 milhões de exemplares. Em junho de 2015, tornou-se o livro a se manter mais tempo na lista de mais vendidos do New York Times. Clique aqui e confira.

Dicas para grávidas.
O que esperar quando você está esperando (clique aqui).

2. A maternidade e o encontro com a própria sombra

A maternidade é uma experiência única. Ela conduz a mulher a um universo desconhecido, cheio de novas possibilidades e descobertas.

Em “A Maternidade e o encontro com a própria sombra”, a renomada psicoterapeuta Laura Gutman explica os sentimentos conflitantes na realidade de uma parturiente, trazendo importantes orientações sobre as fases pré e pós-parto. Clique aqui e saiba mais.

A maternidade e o encontro com a própria sombra (clique aqui).

3. O parto é da mulher! Guia de preparação para um parto feliz

Nesta obra, fruto de uma longa experiência acumulada em mais de mil partos atendidos, a autora oferece aos leitores informação de qualidade, com base em evidências científicas.

O conteúdo é ricamente ilustrado e traz orientações feitas de maneira didática e em linguagem acessível. Clique aqui para ver mais informações no site da Amazon.

O parto é da mulher! (clique aqui e confira).


4. O Grande Livro do Bebê

Da pediatra carioca Thatiane Mahet. Ela é uma das coordenadoras da revisão e atualização do clássico deste tema no século passado: A vida do bebê, do falecido Rinaldode Lamare.

A partir desta experiência, Thatiane fez a sua própria “bíblia” abordando absolutamente tudo.

Das mudanças no corpo da mãe durante a gravidez à descoberta do sexo do filho. Das fases do desenvolvimento do bebê aos primeiros cuidados com o recém-nascido.

Assídua de congressos internacionais, Thatiane apresenta as últimas novidades em vacinas e tratamentos e desmitifica crenças e mitos.

Ricamente ilustrado com fotos e gráficos, o livro traz um bê-á-bá mensal para acompanhar os dois primeiros anos de vida.

Além de uma série de perguntas e respostas com as dúvidas mais comuns dos pais. Para conferir clique aqui.

O grande livro do bebê (clique aqui e saiba mais).

Enfim, é isso por hoje. Curtiu as dicas para grávidas? Tem alguma dúvida que você gostaria de perguntar? Fique a vontade! Aproveite a área de comentários para enviar a sua questão.

Siga o Almanaque da Mulher no Pinterest, Facebook e no Instagram.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima