Porque fazer terapia: 10 razões.

Por que fazer terapia? 10 razões

Compartilhe!

Tratar-se com um psicólogo ou psiquiatra não é coisa de gente maluca, não! Confira no post a seguir 10 razões porque fazer terapia.



Porque fazer terapia

Todo mundo que deseja se conhecer melhor, lidar de uma forma mais madura com suas emoções e resolver conflitos internos e com os outros pode se beneficiar, e muito, de ajuda profissional. Confira abaixo 10 razões porque fazer terapia:



1. Para ver os problemas de outra perspectiva

Falar sobre as experiências difíceis é uma forma de reorganizar os acontecimentos e os sentimentos relacionados a eles de uma forma mais consciente e racional.

Guiado por um profissional, esse processo permite enxergar de um jeito diferente os problemas, facilitando, assim, a sua resolução.

2. Porque fazer terapia: para melhorar os relacionamentos

Quando passamos a compreender o porquê de agirmos de determinada forma diante de conflitos, isso pode nos levar a entender o comportamento dos outros.

E isso tem grande potencial de nos ajudar a nos relacionarmos melhor com as pessoas ao nosso redor, a partir do momento em que conseguimos nos colocar no lugar delas.



3. Parar de sofrer pelo que já passou

Todas as pessoas carregam consigo lembranças ruins. Mas, quando essas lembranças influenciam nossas atitudes no presente, é hora de recorrer a um profissional para conseguir tirar esse peso das costas.

Assim, o terapeuta pode ajudar você a se livrar, de uma vez por todas, das amarras que impedem você de viver com maior plenitude.

4. Prevenir sofrimentos psíquicos

Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso estar em sofrimento psíquico para procurar ajuda. A terapia tem o potencial de nos ensinar a lidar com as nossas emoções e com situações que ainda estão por vir.



5. Porque fazer terapia: para reprogramar o cérebro

Segundo estudos, a prática de fazer terapia propicia a formação de novas conexões neuronais.

Esses novos caminhos criados através dos nossos neurônios nos dão maior “jogo de cintura” e nos ajudam a melhorar nosso senso de organização e julgamento, aumentando dessa forma nossa perseverança.

6. Saúde mental leva a melhor saúde física

Quem está bem consigo mesmo, fica mais centrado e equilibrado. E, portanto, mais resistente na hora de lidar com os problemas inevitáveis, sem sucumbir ao stress que afeta todo o corpo.

Hoje já sabe que o stress é o responsável por vários tipos de doenças, especialmente as dermatológicas e gastrointestinais.



7. Assumir as rédeas da própria vida

Uma dos primeiros aprendizados da terapia é se responsabilizar pelos nossos próprios atos.

E, quanto mais a gente toma o controle das nossas atitudes, mais leve ficam os nossos dias, pois percebemos que sempre podemos fazer algo para resolver alguma dificuldade.

8. Achar nossas próprias soluções

Respostas prontas, que aparecem em livros de autoajuda ou surgem em conversas com amigos ou familiares, ajudam mas, muitas vezes, não resolvem.

Quando o processo de análise é conduzido em consultório, contudo, a chance de encontrar soluções é maior, pois é um processo totalmente personalizado.



9. Atingir mais rapidamente nossa maturidade emocional

Ter dia e hora para mergulhar nas emoções, principalmente as mais difíceis de desvendar, é uma boa forma de transformar essa iniciativa em hábito.

As consultas frequentes colaboram para aumentar a autoconfiança na hora de enfrentar os problemas. Como resultado, nos sentimos mais maduros e responsáveis pela nossa própria vida.

10. Porque fazer terapia: para saber que você não está só

Em situações de vulnerabilidade, como as enfrentadas por vítimas de violência, por exemplo, é muito importante buscar ajuda profissional. Afinal, não há a menor necessidade de passarmos por isso sozinhos. A terapia pode funcionar como um apoio para recuperar as forças.



Como começar a fazer terapia

Procure o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) em cidades com mais de 20 mil habitantes. Lá você receberá encaminhamento para o tipo de tratamento mais adequado.

Outro lugar que oferece atendimento são as universidades. As sessões, gratuitas, geralmente são feitas pelos alunos sob supervisão de professores.

Através dos planos de saúde, consulte para saber como funciona. Em geral você deverá passar por um psiquiatra ou um neurologista que faz o encaminhamento para a terapia.

E nos CVVs (Centro de Valorização da Vida), que funcionam 24 horas por dia e atendem por e-mail, chat ou telefone no 188. Saiba mais em www.cvv.org.br.

Veja também os posts:

Bem, é isso por hoje. Espero que o post tenha ajudado você. Já segue o Almanaque da Mulher no Instagram? É @almanaquedamulher. Te espero também por lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error:
Rolar para cima