Treino hipertrofia feminino.

5 erros que atrapalham o processo de hipertrofia feminino

Compartilhe!

Se as suas formas não estão ficando do jeito que você gostaria, mesmo treinando constantemente, é possível que esteja cometendo alguns equívocos que atrapalham o crescimento dos seus músculos. Confira a seguir quais são os 5 principais erros no treino de hipertrofia feminino e atinja a definição dos seus sonhos.



Treino hipertrofia feminino

Se você quer definir sua musculatura veja abaixo o que você NÃO deve fazer:

1. Treinar como se não houvesse amanhã

Treinar demais pode provocar esgotamento e perda de massa muscular, também chamado de catabolismo.

Isso porque no momento da malhação, o corpo libera testosterona, insulina e GH (hormônio do crescimento).

Todos esses hormônios estimulam o crescimento muscular. Ao mesmo tempo, o organismo produz cortisol, que atrapalha o uso adequado da proteína.

Então, quanto mais treino, mais cortisol é produzido, o que interrompe o crescimento muscular. Assim, sempre inclua de um a dois dias de descanso para cada grupo muscular treinado.



2. Achar que o músculo precisa queimar

Tem gente que acha que sentir o músculo queimando é sinal de hipertrofia. Pelo contrário! A dor em excesso pode brecar a definição do músculo, além de causar rupturas nele.

Dessa forma, calibre as repetições e a carga para que o exercício seja efetivo, mas sem exagerar. Tente ficar entre 8 a 12 repetições até a falha.



3. Comer pouca proteína

Para que a pessoa perca peso e ganhe massa muscular, é preciso que ela, além de exercícios, capriche na ingestão de proteínas diariamente.

A quantidade mínima de proteína recomenda para ganho de músculos é de pelo menos 1 g de proteína por kg de peso corporal por dia.

Para você ter uma ideia, 100 g de carne bovina tem aproximadamente 25 g de proteína. Então, se você tiver 50 kg, por exemplo, precisa ingerir pelo menos 200 g de carne por dia.



4. Exercitar-se sem refazer suas reservas energéticas

Treinar sem comer não queima necessariamente mais gordura, como muitas pessoas acreditam.

Dependendo da dieta, se exercitar sem comer pode deixá-la sem energia para o treino. Além disso, os músculos podem acabar servindo de combustível.

Então, dependendo do seu objetivo (ganho de massa muscular) um lanche pré-treino com proteínas e carboidratos pode ser muito bem-vindo.

Mas se você se sente melhor treinando em jejum, apenas se preocupe em garantir que a última refeição antes do treino refaça suas reservas energéticas.

Veja também os posts:

5. Beber pouca água

A água é imprescindível para que todas as reações químicas aconteçam no corpo.

Dessa maneira, uma boa ingestão de água durante o dia ajuda na hora do treino e também durante a recuperação.

Então, se acostume a sempre ter uma garrafinha com água por perto para você ir bebendo aos poucos ao longo do dia.



Bem, é isso por hoje. Siga o Almanaque da Mulher no Instagram. É @almanaquedamulher. Te espero lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error:
Rolar para cima