Berlim dicas

Berlim: dicas de viagem parte 2

Esse post ficou esquecido na minha pastinha, é continuação desse post aqui que publiquei um tempão atrás. Mas como a cidade de Berlim merece ser vista e revista, aqui está ele. São muitos os pontos turísticos dessa incrível cidade cosmopolita e cheia de história.

 

Dicas de Berlim: lugares imperdíveis para visitar (cont.)

 

Nikolaiviertel

Ainda em Mitte você vai encontrar a chamada Nikolaiviertel, a área mais antiga da cidade de Berlim, bem onde ela se originou. Fica as margens do rio Spree, próximo a prefeitura e a Catedral. Lá você vai encontrar vários restaurantes, cafés e lojas. Originalmente, ainda na Idade Média, era um ponto onde se estabeleceram comerciantes e artesãos aproveitando a proximidade tanto da estrada quanto do rio.

Berlim dicas
Nikolaiviertel

Nikolaiviertel foi quase totalmente destruída pelos bombardeios na Segunda Guerra Mundial, mas para o aniversário de 750 anos da cidade de Berlim, a área toda foi toda restaurada com base em modelos históricos. Atualmente é uma mistura de prédios históricos com réplicas. A região toda é uma graça e vale muito a pena a visita.

Berlim dicas
Detalhe da uma fachada em Nikolaiviertel.

No centro do Nikolaiviertel está a Igreja de São Nicolau (padroeiro dos navegantes e comerciantes) ou Nikolaikirche, a mais antiga de Berlim, construída entre 1230 e 1250. A igreja passou por várias reformas e em 1876 e 1878 as torres foram adicionadas. Hoje em dia funciona como um museu.


Berlim dicas
Igreja de São Nicolau.

 

Ilha dos Museus (Museumsinsel)

Maravilhoso uma cidade guardar tanta história que é possível ter uma ilha com 5 museus! Apesar dos bombardeios que aconteceram na cidade durante a Segunda Guerra Mundial, muita coisa ainda ficou preservada. São eles: Neues Museum, Pergamon Museum, Altes Museum, Bode Museum e Alte Nationalgalerie. Apesar de ficarem em uma ilha do rio Spree, não é preciso pegar nenhum barco para chegar até eles.

Definitivamente essa é minha área preferida da cidade. Foi concebida para ser um lugar dedicado a arte e a ciência e em 1999 foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Para ver os horários de funcionamento visite o site dos museus públicos de Berlim, que tem versão em inglês.

 

  • Altes Museum (Antigo Museu)
Berlim dicas
Fachada do Altes Museum.

Projetado por Karl Friedrich Schinkel, o Altes Museum foi inaugurado em 1830 para abrigar o acervo de artes da família real da Prússia, além de antiguidades. O prédio é uma das estruturas neoclássicas mais bonitas do mundo, com um pórtico de 87 m de altura sustentado por 18 colunas jônicas. Hoje contém a maior coleção artística do mundo dedicada a Grécia, Roma e Etrúria.

Dicas de Berlim
Cabeça de Athena – Altes Meseum Berlim.

 

Berlim dicas
Acervo Altes Museum.



 

Berlim dicas
Elmo exposto no Altes Museum.

 

Berlim dicas
Cabeça de Péricles – Alter Museum.

 

Berlim dicas
Cúpula do Altes Museum.

 

  • Neues Museum (Novo Museu)

O Neues Museum foi construído entre 1841 e 1955 com projeto de Friedrich August Stüler. Até a 2ª Guerra abrigava um acervo de antiguidades, principalmente de arte egípcia. Foi muito danificado em 1945 e ficou fechado até 2009, quando reabriu depois de ser reconstruído. Voltou a abrigar o Museu Egípcio, além de mostras sobre o museu, pré-história e história antiga. É aqui que está o famoso busto da rainha egípcia Nefertiti.

Berlim dicas
Busto da Rainha Nefertiti – lindíssimo! A foto não é minha, pois é proibido fotografar essa peça.

 

Berlim dicas
Nefertiti e o marido o faraó Akhenaton.

 

 

Berlim dicas
Neues Museum.

 

Dicas de Berlim
Acervo Neues Museum.

 

Berlim dicas
Gostaria de saber ler o que está escrito!

 

  • Pergamon Museum

É sem dúvida o museu mais incrível que eu já visitei pela imponência do seu acervo. Não é a toa que é o museu mais visitado de Berlim. Foi construído entre 1912 e 1930 e abriga uma das mais famosas coleções de antiguidades da Europa. O nome foi dado devido ao famoso altar de Pérgamo, que tem lugar de destaque no salão principal. O museu é famoso por sua reconstrução de fragmentos de cidades antigas como Roma, Egito e Babilônia, apresenta também obras islâmicas.

Os 3 acervos independentes – o Museu de Antiguidades (gregas e romanas), o Museu de Antiguidade do Oriente Próximo e o Museu de Arte Islâmica – são o resultado de intensas escavações arqueológicas feitas por expedições alemãs ao Oriente Próximo e Médio, no fim do século XIX e início do século XX. Os destaques da coleção desse museu são as estruturas da antiguidade exibidas em tamanho original. São impressionantes!

No Museu de Antiguidades se destacam:

  • O Altar de Pérgamo de 170 a.C. – entrada de um templo da antiguidade grega, com suas escadarias, colunas e esculturas, e que deu nome ao museu. Vou precisar voltar a Berlim para ver pessoalmente. 🙁
  • O Portão do Mercado de Mileto – que os romanos construíram na Ásia Menor no século II na cidade de Mileto, com 16 m de altura. As peças chegaram de navio e foram remontadas como um jogo Leggo!
  • A escultura da Deusa Atena – infelizmente não consegui ver pessoalmente, pois a área onde fica a estátua estava fechada para restauração.
Berlim dicas
O Portão do Mercado de Mileto.

 

Berlim dicas
Mosaico Romano.

 

No Museu de Antiguidade do Oriente se destaca:

  • A Porta de Ishtar  – erguida 600 anos antes de Cristo, era o oitavo portão que dava acesso a cidade da Babilônia. Tijolos esmaltados originais decoram o imenso portão e a Passagem dos Cortejos que leva a ele.
  • O palácio Assírio – uma parte desse palácio foi reconstruída com esmero, data do século XII a. C.!
Berlim dicas
Portão de Ishtar da Babilônia.

 

Berlim dicas
Detalhe dos azulejos do Portão de Ishtar.

 

Berlim dicas
Azulejos originais do Portão de Ishtar.

 

Museu de Arte Islâmica, onde se encontram:

  • A Fachada do Palácio de Mshatta, que fez parte do palácio do século VIII Qasr Mshatta descoberto na atual Jordânia.
  • Aleppo Zimmer – salão com painéis que veio da casa de um comerciante da cidade síria de Aleppo.
Berlim dicas
Fachada do Palácio de Mshatta.

 

Berlim dicas
Aleppo Zimmer – salão de painéis que vieram da casa de um comerciante da cidade de Aleppo.

 

É de cair o queixo, o museu conta com muitas outras obras de grande importância histórica. Se você não tiver tempo de visitar os outros museus, arrume um tempinho para visitar esse. Você não vai se arrepender!


  • Alte Nationalgalerie (Antiga Galeria Nacional)

Berlim dicas
Fachada da Alte Nationalgalerie.

Prédio construído entre 1867 e 1876, foi inspirado na Acrópoles de Atenas. Exibe coleções do Romantismo, Neoclassicismo, Impressionismo e início do Modernismo. Para mim é o prédio mais lindo da cidade.

 

  • Bode Museum

Berlim dicas
Bode Museum.

Foi construído entre 1897 e 1904. O interior desse museu foi elaborado com a ajuda de um historiador da arte, Wilhelm Von Bode, que dirigia os museus estatais de Berlim na época, daí vem seu nome estranho para nós brasileiros. kkkkkkk

Exibe uma coleção de esculturas, Arte Bizantina, além de uma grande coleção de moedas. As esculturas incluem obras de Tilman Riemenschneider, Donatello, Gianlorenzo Bernini e Antonio Canova.

 

Nossa, o post já está enorme! Resolvi dividi-lo em mais uma parte, serão no total 3. É muita coisa para ver e fazer na cidade. Por isso, recomendo pelo menos 7 dias.

Booking.com

1 pensamento sobre “Berlim: dicas de viagem parte 2”

  1. Pingback: Berlim: dicas de viagem para a histórica cidade alemã.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *