San Gimignano na Toscana: dicas de viagem

Veja neste post o que fazer em San Gimignano na Toscana, cidade medieval italiana repleta de história. Situada no alto de uma colina, é a mais preservada do país, ainda possui 13 das 72 torres originais. Em 1990 entrou para a Lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO.



San Gimignano Toscana

A pequena cidade de San Gimignano, com cerca de 7 mil habitantes, está situada na região da Toscana, Itália. Fica a 45 km de Siena e a 60 km de Florença.

O que fazer em San Gimignano Toscana.

Um pouco da história da cidade

As torres de San Gimignano foram construídas por famílias nobres nos séculos XII e XIII, quando a cidade prosperou por ser rota de peregrinação para Roma e o resto da Europa.

Mas a peste de 1348 e o desvio do caminho dos peregrinos causaram o declínio da cidade.
Mesmo assim, ainda hoje a pequena cidade San Gimignano é rica em obras de arte e edifícios históricos.



Como chegar em San Gimignano

De transporte público

Como está localizada no alto de uma colina, não existe estação de trem em San Gimignano. Então, se você optar por transporte público, poderá chegar de ônibus ou combinar trem + ônibus, dependendo da cidade de origem.

Se você for sair de Siena, a maneira mais prática é pegar um trem regional até a estação de Poggibonsi e de lá pegar o ônibus 130 até San Gimignano. Em média, saem dois ônibus por hora – confira o cronograma atualizado simulando a rota no Google Maps.

O bilhete do ônibus, que custa em média 2,60 euros, pode ser comprado em qualquer tabacaria (Tabacchi) ou do próprio motorista, mas nesse caso, você vai pagar mais caro.

Já se você sair Florença, pode optar entre seguir de trem regional ou de ônibus (número 131) até Poggibonsi. De ônibus é mais rápido. Na estação ferroviária você deverá pegar o ônibus 130 até San Gimignano.



De carro

Chegar de carro é a opção mais prática e independente. Para comparar os preços das locadores e fazer reservas de carro na Europa, recomendo a Rent Cars (clique e confira), que além de confiável também costuma apresentar as melhores tarifas.

Mas se você for durante os fins de semana ou feriados, deverá pegará um pouco de trânsito para chegar até o centro histórico da cidade, onde se concentra o turismo.

Existem, ao redor da cidade, fora dos muros, 4 estacionamentos bem estruturados para você guardar seu carro, mas atente-se que a cobrança é por hora. O tráfego interno é restrito a pedestres.

Porém esses estacionamentos costumam lotar rápido. Então, chegue cedo ou se possível, evite os dias de maior fluxo, principalmente na alta temporada.

San Gimignano Itália.



Por quanto tempo ficar

Programe apenas 1 dia para aproveitar tudo o que a pequena cidade tem a oferecer. É muito comum que as pessoas nem pernoitem lá, normalmente fazem um bate e volta partindo de Florença ou de Siena.

Onde se hospedar

Para visitar a Toscana você pode se hospedar em uma das cidades e seguir de carro ou transporte público para visitar as demais cidades da região.

Eu fiquei hospedada em Siena e reservei o hotel pelo Booking.com (clique aqui) e deu tudo certo. Sempre utilizo os serviços do Booking em todas as minhas viagens e até agora sempre foi perfeito, por isso, recomendo.



O que fazer em San Gimignano Toscana

Torre Grossa (Torre del Podestà)

Das 13 torres que sobraram com alturas entre 50 e 60 m, atualmente, apenas a Torre Grossa está aberta a visitação.

A torre mais alta da cidade possui 54 m e foi construída em 1300 sobre o Palazzo Nuovo del Podestà, na Piazza Duomo. Antigamente existia um sino no seu topo, mas foi destruído durante a Segunda Guerra Mundial.

Suba na torre (o ingresso custa 9 euros) e tenha uma vista panorâmica da região, é simplesmente espetacular.



Piazza della Cisterna

A “Praça do Poço” marca o centro da cidade antiga. Construída em 1200, abriga algumas das principais atrações históricas locais, como o Poço Medieval, a Torre dei Becci, o Palazzo Razzi, a Torre dei Cugnanesi, a Torre del Diavolo e a Casa Salvestrini, um antigo hospital.

Piazza della Cisterna
Piazza della Cisterna: a “Praça do Poço” marca o centro da cidade.

Na praça você também vai encontrar hotéis, restaurantes e a famosa Gelateria Dondoli.

O que fazer em San Gimignano toscana gelateria Dondoli.



Piazza del Duomo ou Piazza della Cattedrale

A Piazza del Duomo é praticamente uma continuação da praça anterior. É onde está localizada a principal igreja de San Gimignano.

Por isso, antigamente era a praça mais importante do local, onde ocorriam tanto atividades religiosas, quanto políticas.

Estão localizados nela o Duomo, o Palazzo del Podestà, com seu imponente sino, a Torre Rognosa, o Palazzo Comunale e a Torre Grossa.

Piazza Del Duomo



Basilica Collegiata ou Collegiata di Santa Maria Assunta

Esta igreja romântica do século XII guarda uma mistura de afrescos. Na nave lateral norte, estão retratados 26 episódios do Velho Testamento (1367) de Bartolo di Fredi.

A parede em frente, cenas da Vida de Cristo, de Lippo Memmi. E, no fundo da igreja, há cenas do Juízo Final executada por Taddeo di Bartolo. Há também uma torre-mirante.

O ingresso custa 4 euros e ela fica aberta para visitação das 10h30 às 18h30 durante a semana (exceto às quintas-feiras), até as 17h30 aos Sábados e das 12h30 às 17h30 aos Domingos.

Basilica Collegiata
Basilica Collegiata.



Museo Civico: San Gimignano dicas

San Gimignano Toscana.
Museo Civico.

O Museo Civico fica no Palazzo del Poppolo, outro prédio histórico localizado na Piazza del Duomo.

Os afrescos no pátio do museu mostram os brasões de prefeitos e magistrados da cidade, além da Virgem e Menino (século XIV), de Taddeo di Bartolo.

A 1ª sala é a Sala di Dante, onde uma inscrição lembra uma visita feita pelo poeta em 1300. As paredes estão cobertas com cenas de caça e um enorme afresco da Maestà (1317), de Lippo Memmi.



O piso superior exibe um acervo de arte, com excelentes obras de Pinturicchio, Bartolo di Fredi, Benozzo Gozzoli e Filippino Lipi.

Os famosos afrescos Cenas de um Casamento (início do século XIV), de Memmo di Filippucci, mostram um casal dividindo uma banheira e indo para a cama – um registro incomum do cotidiano do século XIV.

Horários:  diariamente das 9:30 às 19:00 h.

Vista a partir da Torre Grossa em San Gimignano.
Vista do alto da Torre Grossa.



Vista da Torre Grossa
Outra vista do alto da Torre Grossa.



Vista da Torre Grossa em San Gimignano.
Mais paisagens do alto da Torre Grossa.
San Gimignano Itália.
Aproveitando a vista espetacular.



Igreja de Sant’Agostino

A Igreja de Sant’Agostino fica na Piazza de mesmo nome. Consagrada em 1298, esta igreja apresenta fachada simples, que contrasta com o interior bem rococó, decorado por Vanvitelli.

Acima do altar-mor está a Coroação da Virgem de 1483, feita por Piero del Pollaiuolo.

O coro foi totalmente recoberto com um ciclo de afrescos da vida do Santo Agostinho (1465), executado pelo artista Benozzo Gozzoli, de Florença.

Na Cappella di San Bartolo, à direita da entrada principal, está um elaborado altar de mármore, finalizado por Benedetto da Maiano em 1495.

Possui também um pátio interno e uma lojinha. A entrada é gratuita e o horário de funcionamento varia ao longo do ano – no verão, fica aberta das 10h às 12h e das 15h às 19h.

San Gimignano
Eu na cidade de San Gimignano.



San Gimignano mais dicas

  • Procure chegar cedo para tentar driblar um pouco a multidão de turistas que a visitam diariamente.
  • A cidade tem várias lojinhas com as comidas típicas, destaques para o azeite, os vinhos e os pães maravilhosos.
  • Mas não espere muita simpatia por parte dos vendedores nas lojas, eles são profissionais, porém não muito agradáveis.
Foto de uma varanda florida em San Gimignano.
Delicadeza das flores na fachada.
Veja também outros posts sobre viagens:

Bem, por hoje é só! Gostou? Comente!

2 comentários em “San Gimignano na Toscana: dicas de viagem”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: