Características nutricionais da água de coco

Benefícios da água de coco para a saúde

Compartilhe!

A água de coco é uma bebida natural, pouco calórica, com sabor agradável doce e levemente adstringente. É conhecida mundialmente e muito apreciada em todo o Brasil, principalmente no litoral. Neste post, falo sobre os benefícios da água de coco, sua composição, valor calórico e suas propriedades nutricionais. Além disso, apresento os métodos de conservação mais utilizados na industrialização.



Composição da água de coco

A água de coco é o líquido do endosperma encontrado dentro da cavidade do fruto. Corresponde a 25% do peso do fruto, e sua composição básica é de 95,5% de água. Contém carboidratos simples como a glicose e frutose. E apresenta muitos minerais como potássio, magnésio, cálcio, fósforo e manganês.

A água de coco apresenta em média:

Informação nutricionalA cada 100 ml de água de coco
Energia22 kcal
Proteínas0 g
Gorduras0 g
Carboidratos5,3 g
Fibras0,1 g
Potássio162 mg
Cálcio19 mg
Fósforo4 mg
Ferro0 mg
Magnésio5 mg
Manganês0,25 mg
Sódio2 mg
Cobre0 mg
Zinco0 mg
Vitamina C2,4 mg

Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (2011).

De acordo com a literatura, a água de coco com seis meses de maturação, pode ser considerada como boa fonte de vitamina C.

As quantidades dos nutrientes, contudo, variam de acordo como a variedade da palmeira, o grau de maturação e a natureza do solo no qual o fruto cresceu.

O coco marrom é a mesma fruta que o coco verde, só que mais maduro. Mas a água do coco verde apresenta-se em maior quantidade, além de ser mais doce. 

Valor calórico

Embora seja uma bebida nutritiva, não dá para substituir a água por ela. Afinal, a água de coco possui valor calórico, cerca de 20 kcal por 100 ml. Como um coco contém em média 400 ml de água, a água de uma fruta fornece cerca de 80 kcal.

Água de coco: benefícios para a saúde

1. Hidrata e repõe os minerais perdidos com o suor

Assim como uma bebida isotônica, a água de coco é fonte de sais minerais e glicose, sendo, portanto, uma ótima alternativa de hidratação, principalmente após a atividade física.

2. Repõe eletrólitos

Também é excelente para reidratar e repor os eletrólitos perdidos pelo organismo, como sódio e potássio, após problemas digestivos como diarreia e vômitos. E como é natural, pode ser consumida também por crianças e idosos.

3. Tem poder antioxidante

A água-de-coco também apresenta propriedades antioxidantes. A atividade protetora da água-de-coco in natura pode ser em parte atribuída à presença da vitamina C em sua composição, embora mais de um princípio ativo possa estar envolvido.

Confira também post: para que servem os antioxidantes.

4. Redução da pressão arterial

Devido ao seu alto teor de potássio, a água de coco ajuda a neutralizar os efeitos do excesso de sódio, contribuindo para reduzir a pressão arterial.

5. Benefícios da água de coco: ajuda no controle do peso

A água de coco em si não apresenta nenhuma substância termogênica que ajude na perda de peso. Porém, como é um líquido de baixa calorias, desde que consumida com moderação, é um boa substituta de outras bebidas ricas em açúcar, corantes e conservantes.

Mas apesar de eu não recomendar substituir a água comum pela de coco, acho interessante consumi-la ao invés de sucos de fruta mais calóricos, como o de laranja ou uva, por exemplo. Isso sem falar nos refrigerantes.

6. Diminui o inchaço corporal

Por ser naturalmente diurética, a água de coco ajuda a diminui o inchaço do corpo.

7. Benefícios da água de coco: desintoxica

Também por aumentar a diurese, a água de coco ajuda a diminuir a quantidade de toxinas depositadas nos tecidos do organismo.

8. Evita infecção urinária

Por fazer o organismo produzir mais urina, ela ajuda a limpar as vias urinárias, minimizando dessa forma a ocorrência de infeções urinárias.

9. Redução das câimbras

Também devido ao seu conteúdo em eletrólitos, a água de coco ajuda a minimizar a incidência das câimbras.

10. Benefícios da água de coco: pode ser usada em terapia medicinal

A água-de-coco verde é estéril e pode ser utilizada em situações emergenciais, onde não há possibilidade de atendimento hospitalar, como fluido de hidratação intravenosa.

11. É ecologicamente correta

O coqueiro é uma das plantas arbóreas mais úteis do mundo. Conhecida como a árvore da vida, ela tem um papel importante na vida das pessoas que habitam as regiões tropicais úmidas. É uma cultura capaz de gerar um sistema autosustentável de exploração.

O coqueiro fornece não somente água, alimento e óleo de cozinha. Mas, também, tronco para habitação, folhas para telhados de palha, matéria-prima para saboaria, detergentes, fibras para cordas, tapetes e redes, além de estofamentos e colchões. Além disso, a casca pode ser usada, ainda, como utensílio e ornamento.

Pode-se, ainda, obter açúcar e álcool a partir da seiva de sua inflorescência. O coqueiro também é muito utilizado como planta ornamental em casas, parques e jardins.

Leia também – Óleo de coco: vilão ou aliado para a saúde.

12. Nutrição da pele e cabelos

Funciona de dentro para fora, ajudando a manter a pele e cabelos com aspecto saudável devido ao seu conteúdo de antioxidantes. Mas também pode ser usada direto na pele e cabelos como um tônico natural.

Diabéticos podem consumir água de coco?

Por conter carboidratos simples na sua composição, como a glicose e a frutose, deve ser consumida por diabéticos com parcimônia e dentro de uma planejamento dietético.

As melhores horas para o consumo é durante as refeições, pois a presença dos outros nutrientes ajuda a retardar a absorção, evitando dessa maneira, picos glicêmicos.

Ou hora indicada para o seu consumo por diabéticos é logo depois do exercício porque os músculos já consumiram o excesso de glicose circulante.

Misturado ao suco verde, também é uma boa opção, pois o alto índice de fibras da bebida também reduz a rapidez da absorção. Mas isso apenas se o suco não for coado.

Diabéticos, contudo, devem ter cuidado com as águas de coco industrializadas. Isso porque estas podem ter mais carboidratos por adição de açúcar, para padronização do sabor. Assim, sempre que possível dê preferência de beber direto da fruta.



Conservação do produto

Segundo a Instrução Normativa n.º39, de 29 de Maio de 2002, que aprova o regulamento técnico para fixação do padrão de identidade e qualidade da água de coco, esta pode ser comercializada na forma in natura, congelada, resfriada, esterilizada, concentrada e desidratada.

Os métodos de processamento empregados visam, essencialmente, inibir a ação enzimática e garantir a condição microbiológica após a abertura do fruto. Mas isso desde que mantendo, o quanto possível, suas características sensoriais originais (sabor, odor e cor).

Apesar das enzimas presentes no líquido apresentarem finalidades específicas e vitais para o fruto in vivo, acarretam alterações indesejáveis, como o desenvolvimento de cor rósea. Por isso, precisam ser inativadas nos produtos industrializados.

Métodos de conservação da água de coco

Os métodos de conservação que podem ser empregados para a conservação da água de coco industrializada são:

  • Tratamento térmico com médias e altas temperaturas
  • Adição de aditivos químicos pertencentes a categoria dos conservadores
  • Refrigeração ou congelamento

O tratamento térmico acarreta perdas de nutrientes, principalmente das vitaminas e alteração do sabor.

E a ingestão do produto contendo conservantes é, muitas vezes, desnecessária. Sempre leia o rótulo para saber o que você está comprando.

Diferentes tecnologias de conservação como irradiação e microfiltração e ultrafiltração por membranas vêm sendo estudadas a fim de inibirem a ação enzimática, garantirem a estabilidade microbiológica da água de coco após a abertura do fruto, além de manterem o máximo possível suas características sensoriais e nutricionais.

Mas alguns desses métodos têm se mostrado inviáveis economicamente.

Para manter a padronização do sabor das águas de coco industrializadas, é permitida a adição de açúcares em quantidades limitadas pela legislação.

A quantidade de açúcares que pode ser adicionada não pode ser superior a 2 gramas por cada 100 ml do produto. Também podem ser adicionadas vitaminas.

Propriedades nutricionais da água de coco

Cuidados no consumo

A água de coco é estéril dentro do seu invólucro natural. Mas por possuir uma composição rica em nutrientes e ser de fácil assimilação, propicia um rápido desenvolvimento microbiano após a abertura do fruto, acarretando problemas de conservação.

Assim, em contato com o ambiente e equipamentos, sem práticas higiênico-sanitárias corretas, pode ser contaminada por micro-organismos patogênicos, causando danos à saúde do consumidor.

Por isso, não recomendo a compra da água engarrafada por ambulantes. Procure ingerir a água direto do coco, ou então, dê preferência as industrializadas, mais seguras do ponto de vista higiênico-sanitário.

água de coco



Água de coco in natura x industrializada

Embora os teores de nutrientes no produto industrializado sejam similares ao da água do coco natural, eu sempre prefiro beber direto da fruta, quando possível. Pois, assim, garanto minha hidratação sem o consumo de aditivos alimentares e sem nenhuma perda nutricional ou risco de doenças por contaminação.

Além disso, prefiro o sabor da água de coco saída direto do fruto.

Para mais dicas de nutrição, clique aqui.

Siga o Almanaque da Mulher no Facebook e no Instagram.



Deixe uma resposta

Rolar para cima